Fonoterapia em 2021: tendências para ficar de olho

2020 foi um ano de transformação para profissionais de todas áreas e não poderia ser diferente para os fonoaudiólogos. De um momento para o outro, os consultórios de Fonoaudiologia saíram de seus espaços físicos e ganharam o mundo virtual. Os profissionais aprenderam a lidar com as tecnologias necessárias para manter o atendimento aos pacientes e descobriram mais uma forma eficaz para exercitar a profissão. 


Se este foi o desafio imposto para 2020, o que devemos esperar de 2021? Destacamos três tendências para ficar de olho neste novo ano.


Digitalize-se

Com a pandemia, os meios digitais passaram por um crescimento sem precedentes. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os brasileiros aumentaram o uso da internet entre 40% e 50%, logo que a quarentena foi iniciada. Já o Instituto Locomotiva fez uma projeção, mostrando que a pandemia acelerou a incorporação de novas tecnologias, promovendo em cinco meses uma mudança que levaria até cinco anos, criando, assim, um cenário que veio para ficar. Portanto, para se manter no mercado, é cada vez mais necessário investir em digitalização. 


Aposte na Telefonoaudiologia

Um levantamento da revista EXAME, apontou que entre março a agosto de 2020 foram realizados mais de 1,7 milhão de teleatendimentos, incluindo outras áreas da saúde. Aprovada em caráter emergencial, pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, para atuação dos fonoaudiólogos durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, a Telefononaudiologia também veio para ficar, principalmente nos grandes centros, onde a mobilidade urbana é um desafio. 


Na plataforma EaD da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, o curso “Telefonoaudiologia: princípios da boa prática” traz informações importantes sobre as tendências da área da saúde que impulsionam a telefonoaudiologia, além de elencar os principais aspectos legais, éticos e regulatórios envolvidos na utilização da Telefonoaudiologia. Para saber mais, clique aqui. 


Fique atento à LGPD

Em vigor desde 18 de setembro de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados exige que empresas e profissionais tenham uma base legal para o tratamento de dados de terceiros, com previsão de multas pelo não cumprimento da lei. Assim, é importante avaliar como as informações de seus pacientes serão armazenadas, garantindo a segurança e sigilo de dados pessoais. 


2021 tem tudo para ser um ano de grandes resoluções. Desejamos que você tenha sucesso e muitas realizações. 

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados