top of page
Buscar
  • Foto do escritorAfinando o Cérebro

Dia das Crianças: como está a memória do seu filho?

O Dia das Crianças é muito conhecido e comemorado no Brasil. Os pequenos esperam ansiosos e relacionam a data ao desejo de ganhar um brinquedo novo e se divertir com a família. Para os adultos, o Dia das Crianças é um momento de festejar com os filhos e reforçar a importância de promover uma infância saudável a todas as crianças.


Oficialmente, a data surgiu no Brasil por meio de um projeto de lei de 1924, mas não é unanimidade mundial. Outros países como Portugal, Noruega, Japão, Paraguai, Turquia e Argentina também celebram o Dia da Criança, porém em datas diferentes. Já o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), instituiu 20 de novembro como o Dia Internacional das Crianças, pois nesse mesmo dia, em 1959, oficializou a Declaração dos Direitos da Criança.


A infância é marcada pelo desenvolvimento, uma fase crucial que se refletirá na vida adulta. É tempo de investir nas brincadeiras, pois é por meio do brincar que são desenvolvidas as competências e habilidades de raciocínio, atenção, imaginação, criatividade e socialização. De forma indireta, essas habilidades irão definir a maneira de ser e agir na idade adulta.


Num mundo totalmente conectado e veloz, as crianças têm desafios diferentes daqueles enfrentados por seus pais, em outras épocas. Hoje, estão muito mais expostas a estímulos diversos e podem apresentar dificuldade no desenvolvimento dessas habilidades. Por isso, a presença da família é tão importante para promover o brincar de forma saudável e que atenda às necessidades do desenvolvimento infantil.


É possível, por exemplo, estimular a memória dos pequenos por meio de atividades lúdicas. Uma boa memória funciona como base para outras habilidades, além de permitir o processamento de uma quantidade maior de informações e ser essencial no processo de aprendizagem.



Você já parou para observar como anda a memória do seu filho?


Parte da cognição humana é a memória, que nos permite relembrar algum evento que aconteceu no passado. É por meio da memória que nosso cérebro processa, armazena e posteriormente recupera as informações.


Basicamente, existem dois tipos de memória: curto prazo e longo prazo.

Na memória de curto prazo, os dados são guardados de forma temporária para logo em seguida serem descartados, como quando precisamos guardar o número de telefone do restaurante, para fazer uma reserva. Já as memórias de longo prazo são mais complexas e ficam armazenadas por mais tempo.


Três processos são fundamentais para ajudar na retenção de lembranças:


- Codificação - coleta das informações para serem armazenadas; - Armazenamento - primeiro, a informação é armazenada na memória de curto prazo e depois, se for o caso, esse dado pode ser armazenado na de longo prazo;

- Recuperação - processo pelo qual as pessoas têm acesso às informações guardadas.


No caso das crianças, é importante ensiná-las desde cedo a usar a memória, com brincadeiras e jogos. E quanto mais as atividades forem feitas melhor, pois a repetição ajuda no treino da memória.


Então, que tal promover um Dia das Crianças diferente para o seu filho? Selecionamos três brincadeiras que vão garantir a diversão e turbinar a memória das crianças aí na sua casa!


O que falta aqui?


Faça desenhos que sejam familiares à criança, mas deixe faltar algum elemento. Por exemplo, se desenhar uma casa, deixe uma porta faltando e aumente o grau de dificuldade, de acordo com a idade da criança ou à medida que a atividade fique fácil.


Você sabe imitar?


Você fará uma sequência de gestos que deverão ser imitados pela criança na mesma sequência. Comece com gestos simples e fáceis de imitar, como tapar os olhos, por exemplo, e vá adicionando movimentos à sequência como tapar os olhos, levantar a perna e colocar a mão sobre a barriga. Quanto mais gestos a criança conseguir imitar, mais pontos ela faz.


Agora é a sua vez de contar


Leia uma história para seu filho, vá mostrando as imagens do livro e ao terminar, ele terá o desafio de contar para você o que ouviu. Se for difícil, dê dicas que possam ajudá-lo a continuar com a narração. Como por exemplo, “eram três porquinhos e eles precisavam construir uma casa....”.


Que tal usar um pouco de tecnologia?


Você também pode apostar na tecnologia como aliada. No Afinando o Cérebro, seu filho terá à disposição uma série de atividades que irão estimular a memória e outras habilidades essenciais para o desenvolvimento infantil como foco, atenção e audição.





Se você ainda não é assinante do Afinando o Cérebro, faça o seu cadastro agora mesmo e embarque numa plataforma repleta de desafios e diversão.


123 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page