top of page
Buscar
  • Foto do escritorAfinando o Cérebro

Atraso de linguagem, esteja atento aos sinais

O desenvolvimento da linguagem é uma parte essencial no crescimento de uma criança, pois influencia na forma como ela aprende a pensar e pode ter impacto significativo em sua vida futura. Este desenvolvimento depende de um bom funcionamento neurobiológico e das estruturas cerebrais, além da interação social desde o nascimento. É por isso que pais, familiares, cuidadores e professores devem estar atentos a sinais de possíveis atrasos na linguagem e, se necessário, buscar ajuda.


Mas que sinais são esses?


A comunicação ocorre de diversas maneiras, por meio de gestos, olhares e fala. Desde o início da vida, os bebês começam a produzir sons e balbucios que, posteriormente, evoluem para as primeiras palavras e a criança vai aos poucos aprimorando seus recursos de comunicação. Quando o tempo passa e esses sons não progridem para uma comunicação mais efetiva, surgem os primeiros sinais de atraso na linguagem que podem incluir fala incompreensível, ausente ou reduzida, vocabulário limitado, dificuldade em seguir instruções simples e até mesmo isolamento social, que pode surgir diante da frustração da criança ao se comunicar e não ser compreendida.


Estar atento a esses sinais permite que a família aja prontamente, mas antes de tudo é necessário um olhar cuidadoso para os pequenos e conhecimento sobre os marcos do desenvolvimento, pois a forma (produção dos sons), conteúdo (significado) e uso da linguagem (interações sociais) se desenvolvem simultaneamente.


Conheça as etapas do desenvolvimento da linguagem


1 a 3 meses

Comunica-se com o meio basicamente por meio de variações na entonação do choro e dos sons emitidos. Chora, emite alguns sons e dá gargalhadas. Sorri quando alguém fala de frente para ela.


4 a 6 meses

Grita, emite alguns sons como se conversasse. Produz sons vocálicos e articulados de forma repetitiva (exemplos: /aaaaa/, /oooo/, /ppppp/), evoluindo para a produção de sílabas. Presta atenção quando alguém está falando e vocaliza.


7 a 11 meses

Produz os balbucios com sílabas bem formadas e variadas (exemplos: /bada/ /padadama/) e repete palavras simples (exemplos: mamã, papá), bate palmas, aponta o que quer e dá “tchau”.


12 meses

Fala as primeiras palavras e imita a ação de outras pessoas. Identifica o próprio nome quando é chamada. Entende ordens simples como “dar tchau”, “mandar beijo” e “bater palmas”.


18 meses

Está apta a se comunicar formando frases curtas de 2 ou 3 palavras.


2 anos Tem no mínimo 50 palavras no vocabulário, podendo chegar a 200. Compreende e emite frases simples. Pergunta nomes e funções.


3 anos

É possível entender tudo o que a criança fala, no entanto, há erros gramaticais.


4 anos

Inventa histórias, entende regras e jogos simples.


5 anos

Fala corretamente frases completas e todos os sons da língua.



Fonte: Conselho Federal de Fonoaudiologia


Criando ambientes favoráveis ao desenvolvimento da linguagem


Os pequenos aprendem habilidades para entender o que as pessoas falam por meio da linguagem receptiva, aprendem a se expressar por palavras ou gestos, por meio da linguagem expressiva e, além de tudo isso, adquirem a capacidade de aplicar essas habilidades aprendidas socialmente na comunicação com os outros.


Além disso, as crianças aprendem observando o mundo ao seu redor, sobretudo o núcleo familiar e escolar. Portanto, é importante promover um ambiente que estimule o desenvolvimento da linguagem e da fala. Conversar com os pequenos desde a infância, nomear suas ações, brincar, oferecer momentos de leitura e oportunidades para exercer a criatividade contribuem para promover o desenvolvimento da linguagem.


Quando buscar ajuda


Ao perceber os sinais de atraso na linguagem e principalmente se observar que a criança não está evoluindo com a estimulação feita em casa ou que não está acompanhando outras crianças da mesma idade, é importante buscar ajuda. Profissionais especializados possuem conhecimento e ferramentas para avaliar a criança e desenvolver um plano de intervenção personalizado para o aprimoramento de suas habilidades de comunicação. Afinal, quando se trata do desenvolvimento das crianças, observação e ação são fundamentais.


305 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page