top of page
Buscar
  • Foto do escritorAfinando o Cérebro

Você já ouviu falar em Comunicação Afetiva?

A comunicação pode ser a chave do sucesso para alavancar o seu negócio e a sua carreira. Afinal, um profissional que se comunica bem, é capaz de se expressar melhor, gera menos ruídos entre seus pares e clientes e assim, obtém melhores resultados. Como já vimos aqui no blog do Afinando o Cérebro, a comunicação é tão importante que em um levantamento global do Linkedin, realizado em 2020, foi apontada como a soft skill mais valorizada pelos empregadores, independentemente da área de atuação.


Mas, você sabia que sua comunicação pode ser ainda mais efetiva, se for também afetiva? É isso mesmo, afeto e comunicação podem andar juntos e essa relação tem início ainda na infância. Uma pesquisa, realizada pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, mostrou que aspectos da fala que traduzem afeto, carinho e intimidade, estão presentes desde as etapas iniciais do desenvolvimento, ressaltando a importância das trocas afetivas para o crescimento saudável das crianças.


A comunicação afetiva é uma habilidade e pode ser definida como um conjunto de comportamentos verbais e não verbais que usamos para transmitir uma mensagem de forma cooperativa e empática, capaz de gerar no outro a sensação de bem-estar. Por sua vez, a ausência do afeto na comunicação, além de prejudicar as relações interpessoais, pode elevar os níveis de estresse.


Um estudo da Universidade do Arizona, mostrou que a comunicação afetiva pode ajudar as pessoas a se recuperarem de episódios de estresse agudo de maneira eficaz, pois libera no organismo hormônios que produzem bem-estar, como a ocitocina.


Se a troca de afetos promove vínculos entre a criança e seus cuidadores, é eficaz na redução dos níveis de estresse e cria ambientes mais colaborativos, pode ser capaz também de promover boas relações profissionais, não é mesmo?


A resposta é sim!


A comunicação afetiva aproxima as pessoas e gera um clima de confiança, uma vez que a sensação de bem-estar contagia a todos que estão em volta. Para os funcionários de uma empresa, por exemplo, será muito mais fácil produzir num ambiente em que se sintam bem e acolhidos.


Mas como promover a comunicação afetiva no dia a dia das organizações?


No dia a dia agitado das organizações é essencial investir em ações que promovam o vínculo entre os pares. Para isso, invista em atividades colaborativas, abra espaços para o diálogo, ouça os funcionários, leve em conta as experiências do grupo e compartilhe as suas.


Como dissemos no início, a comunicação afetiva é uma habilidade e como toda habilidade pode ser treinada e estimulada. Acredite, embora pareça uma ideia distante do mundo profissional, a comunicação afetiva irá melhorar as relações interpessoais e a produtividade do seu time.



2.336 visualizações

Comments


bottom of page