Buscar
  • Afinando o Cérebro

Dislexia tem tratamento

Provavelmente, você já ouviu falar sobre dislexia. Trata-se de um transtorno de aprendizagem que afeta habilidades de leitura e linguagem, prejudicando o processo de alfabetização. A alteração acontece no processamento fonológico, gerando dificuldade para processar e manipular os sons.


Dados do Instituto ABCD apontam que o transtorno atinge cerca de 10 milhões de brasileiros. As queixas podem variar, embora em geral estejam relacionadas a atrasos no desenvolvimento da fala; erros de pronúncia e ortografia, incluindo trocas, omissões e substituições de fonemas; dificuldades para nomear letras, números e cores; dificuldade para decodificar palavras ou compreender textos, entre muitas outras manifestações que podem gerar dificuldades de aprendizagem até a vida adulta.


Confira aqui outros sinais relacionados à dislexia, que podem afetar a linguagem oral, leitura e escrita.


A análise de imagens cerebrais de estudos que se debruçaram sobre o tema mostra que crianças com dislexia apresentam uma ativação cerebral diferente. Entre as alterações produzidas pela dislexia estão os problemas no aprendizado da leitura e escrita.


Por meio das pesquisas já produzidas sobre o tema, sabe-se que crianças com distúrbios de leitura apresentam desempenho reduzido na avaliação comportamental do processamento auditivo central. Em geral, com maior prejuízo às habilidades de resolução temporal e figura fundo. Essas pesquisas sugerem que os disléxicos apresentam uma alteração do processamento temporal, que pode estar relacionada a uma alteração no processamento fonológico; e ainda afirmam que a dificuldade no processamento temporal se correlaciona com a capacidade de leitura e escrita.


Quando há alteração na habilidade de resolução temporal, podem surgir dificuldades para identificar essas pequenas variações acústicas na fala e, consequentemente comprometer a produção de sons e a interpretação da mensagem ouvida. Pode ser o caso daquela criança que troca o som do T pelo D como em “tia” e “dia”, que não compreende palavras de duplo sentido ou ainda tenha muita dificuldade para perceber a entonação das frases, confundindo uma pergunta com uma afirmação, por exemplo. Considerada como pré-requisito para o desenvolvimento das habilidades linguísticas e de leitura, a habilidade de resolução temporal pode ser aprimorada com um treinamento auditivo específico e assim ter os impactos de uma possível alteração minimizados e até mesmo sanados.


Já a habilidade figura fundo é essencial para compreensão da comunicação em ambientes ruidosos, pois nos permite escolher em que som iremos prestar atenção, quando há competição sonora no mesmo ambiente, como em um restaurante, em uma festa, na sala de aula ou em um congresso. Um estudo coordenado pelo grupo da Dra. Nina Krauss, da Northwestern University (EUA), mostrou que crianças com dificuldade para ouvir em ambientes barulhentos podem ter dificuldade para dar sentido ao que ouvem diariamente, o que pode colocá-las em risco para o desenvolvimento da alfabetização. Quando submetidas a testes, comprovou-se que as crianças com dificuldades no aprendizado de leitura não conseguiram realizar tarefas auditivas de forma satisfatória, com maior prejuízo à habilidade de figura-fundo.


Dislexia não tem remédio, mas tem tratamento


Ainda há muitos mitos em torno da dislexia, por isso quanto mais precoce for a intervenção, melhores serão as chances de desenvolvimento da criança. O tratamento da dislexia deve envolver uma equipe multidisciplinar. Quando há uma alteração no processamento auditivo central, o treinamento auditivo é recomendado para a reabilitação das habilidades auditivas, com base nos princípios da neuroplasticidade, ou seja na capacidade que o cérebro humano tem de se reprogramar.


Uma tese de doutorado desenvolvida na Universidade de Campinas (SP), acompanhou 54 crianças com idades entre 8 e 12 anos. Aquelas que apresentavam dificuldades escolares se beneficiaram do treinamento auditivo online, em um acompanhamento semanal que compreendeu oito sessões de fonoterapia, de 45 minutos cada. Os resultados mostraram que após o treinamento auditivo, realizado a partir de atividades da plataforma Afinando o Cérebro, todos os testes que avaliaram o sistema auditivo central apresentaram melhora significativa, melhorando o desempenho das crianças que tinham dificuldades escolares.


Como posso ajudar meu filho com dislexia?


Receber o diagnóstico de dislexia é um momento desafiador para a família. No entanto, a família é extremamente importante para a criança com dislexia, tanto para apoiá-la em seu desenvolvimento ajudando na busca de estratégias, como para o fortalecimento da autoestima e estimulação da autonomia.

Separamos algumas dicas, para que você possa apoiar seu filho e ajudá-lo a se desenvolver melhor:


  • Seja claro ao dar orientações, utilize exemplos e certifique-se que foi compreendido pela criança;

  • Acolha os erros do seu filho, mostrando a ele que também são uma forma de aprendizado;

  • Valorize os acertos e empenho do seu filho, o suporte familiar é essencial para que a criança enfrente e possa superar as barreiras que encontrará diariamente;

  • Ofereça à criança a oportunidade de realizar atividades que gosta, além da escola;

  • Leia para o seu filho;

  • Faça jogos que brinquem com os sons e estrutura das palavras, como rimas;

  • Mantenha a comunicação constante com a escola e professores, garantindo assim que a criança com dislexia tenha o suporte necessário para se desenvolver e aprender.


Conte com o Afinando o Cérebro para um treinamento auditivo de qualidade


Como vimos, o treinamento auditivo mostrou-se eficaz no processo de melhora das habilidades auditivas, favorecendo o aprendizado da leitura e o processo de alfabetização. No Afinando o Cérebro, você encontrará mais de 160 atividades, para um treinamento auditivo lúdico, divertido e desafiador. São jogos e áudios, desenvolvidos por especialistas que promovem a melhora das habilidades auditivas, incluindo as de resolução temporal e figura fundo, impactadas pela dislexia.


Além de estimular essas habilidades, é possível trabalhar a dificuldade de leitura e otimizar o tratamento da dislexia em jogos como:


  • Segmentação

  • Túnel

  • Sr. Estressado

  • Gotas

  • Buzinas Kids

  • Buzinas Hard

  • Perguntas e Respostas

  • Supermercado

  • Avião

  • Restaurante



A plataforma Afinando o Cérebro é totalmente online, oferece a possibilidade de variar os níveis de dificuldade dos jogos e também acompanhar o desempenho de cada atividade, possibilitando dessa maneira, o monitoramento da evolução da criança com dislexia, por pais e profissionais da saúde.

Saiba como trabalhar e encontrar os jogos de cada habilidade no Afinando o Cérebro clicando aqui.

Se você ainda não conhece o Afinando o Cérebro, clique aqui e faça um cadastro gratuito.


39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo